Cozinha minimalista: um guia completo para montar a sua

0
Cozinha toda branca com alguns utensílios em inox e um vaso de planta para exemplificar uma cozinha minimalista.

A cozinha minimalista está em alta. Simples e funcional, esse tipo de cozinha preza pela máxima do “menos é mais” – e apesar disso consegue ser aconchegante e acolhedora.

Se você quer entrar nessa tendência, mas não sabe como começar a montar sua cozinha minimalista, siga lendo este conteúdo e veja as dicas mais importantes que separamos!

O que é cozinha minimalista?

A cozinha minimalista é aquela que tem como característica principal o uso de apenas objetos necessários, sempre visando a funcionalidade. Além disso, ela também utiliza cores neutras e foca na organização dos objetos, conseguindo, desta forma, um ambiente clean e agradável.

Assim, ao montar uma cozinha neste estilo, é importante se atentar sempre para a funcionalidade, escolhendo móveis que ofereçam compartimentos adequados para organizar tudo o que você precisa.

O minimalismo na cozinha também é uma excelente alternativa para espaços pequenos, pois foca apenas no necessário, deixando os ambientes visualmente mais espaçosos.

Como montar uma cozinha minimalista?

Depois de entender o que é uma cozinha minimalista, já está com vontade de levar este estilo para sua casa? Separamos algumas dicas importantes, confira!

1. Escolha bem as cores

As cores são fundamentais para atingir o minimalismo na cozinha, por isso preze pelos tons neutros e claros, que ajudam a ampliar visualmente o cômodo e trazem uma sensação de clean maior.

Para não ficar sem graça, você pode usar texturas nas paredes ou nos móveis, ou ainda usar alguns detalhes coloridos, como os puxadores dos armários ou algum detalhe de madeira nos revestimentos, bancadas e armários.

O mais importante é que tudo fique bastante delicado e harmônico, sem exageros. Boas escolhas de cores são: branco, bege, cinza-claro, marfim e creme.

2. Atenção aos armários

Os armários de cozinha são importantíssimos dentro do minimalismo, porque devem ser funcionais e oferecer espaço suficiente para organizar tudo o que você precisa, evitando deixar esses itens à mostra.

Isso pode ser traduzido em armários com bastante gavetas, prateleiras e aproveitando o máximo possível do espaço disponível no ambiente.

Além dos armários, você pode investir em prateleiras e nichos, que ajudam a organizar todos os itens sem pesar visualmente, já que não têm portas.

Os armários em tons claros e com um design mais clean e neutro são os ideais. Você também pode apostar em versões modernas, com puxadores embutidos e linhas retas.

4. Reduza a quantidade de itens

Será que realmente você precisa de todos esses utensílios domésticos na sua cozinha? É impossível adotar o minimalismo sem abrir mão de alguns itens. Foque em ter apenas o essencial, assim será mais fácil deixar tudo sempre organizado.

Evite os exageros, pois eles acabarão se destacando na sua decoração e comprometendo o visual do ambiente.

Comece revendo tudo o que você tem na sua cozinha e desapgue de: potes sem tampas, copos e pratos lascados, acúmulo de canecas, xícaras, utensílios e eletroportáteis que você não usa.

Será que realmente precisa de 3 panelas de pressão, uma torradeira e uma tostadeira, um grelhador, um conjunto de fondue para queijo e outro para chocolate – e assim por diante?

5. Mantenha tudo organizado

A organização é crucial em uma cozinha minimalista. Nada de deixar os itens jogados sobre bancada ou em outros locais visíveis. Nas bancadas, deixe o mínimo possível, apenas o que você realmente for usar – e mantenha esses itens organizados, em potes e bandejas, por exemplo.

Acessórios pendurados e utensílios sobre a pia ou a bancada americana definitivamente não combinam com o minimalismo. Então, vale a pena repensar na quantidade dos itens que você tem ou nos armários disponíveis para a organização.

Imagem de uma prateleira de madeira em uma cozinha com parede de tijolinhos branca. Na prateleira há algumas panelas e objetos decorativos.

6. Cuidado com a iluminação

A iluminação é fundamental para a decoração de cozinhas – e não é diferente com o minimalismo. Afinal, é importante que este ambiente seja funcional e prático, por isso a iluminação deve ser uma aliada.

Sempre que possível busque favorecer a iluminação natural. Isso significa não comprometer janelas e outras entradas de luz.

Em termos de iluminação artificial, pense em uma boa iluminação central (com lustres ou luminárias de trilhos, por exemplo) e reforce com pontos extras de iluminação com spots, pendentes e fitas de LED, que podem aparecer nos nichos, embaixo das prateleiras ou sobre a bancada, por exemplo.

7. Atente-se ao estilo dos eletrodomésticos e acessórios

Os eletrodomésticos e acessórios também devem seguir o estilo clean. Isso significa contar com formas puras, simples e retas, além de cores neutras, como o branco, o preto ou o aço inox.

Evite eletrodomésticos, eletroportáteis e outros acessórios demasiadamente coloridos, estampados ou com formas retrô, que não caem bem neste estilo de cozinha.

8. Foque na praticidade

Uma cozinha minimalista é, acima de tudo, prática e funcional. Por isso, sempre deve ser muito bem planejada. Eletrodomésticos embutidos na bancada, como máquina de lavar embutida, micro-ondas embutido e outros, são bons exemplos nesse sentido.

No caso dos armários, meça muito bem o espaço disponível e foque em soluções multifuncionais, como porta temperos embutido (aproveitando algum “espacinho” extra), lixeira embutida, entre outras soluções.

9. Cuidado com os revestimentos

Os revestimentos devem seguir a mesma paleta clean, com cores neutras. Caso opte por revestimentos estampados, prefira os mais sóbrios, como mármore com fundo branco, cimento queimado em tons mais claros ou amadeirado claro.

Evite usar pastilhas coloridas, papéis de parede estampados e cheios de cor e outros que adicionem excessos.

Nas paredes, o metrô white é um excelente aliado, que pode aparecer com rejunte escuro para criar contraste ou em uma paginação diferenciada para adicionar movimento. Também é possível criar o frontão da pia com detalhes em mármore branco, que é neutro, mas extremamente requintado e luxuoso.

10. Considere a possibilidade de uma cozinha monocromática

A decoração monocromática não é obrigatória no estilo minimalista, porém combina bastante com ele e é uma forma bacana de decorar as cozinhas.

Você pode selecionar uma cor de um objeto, revestimento, bancada ou piso que você goste (ou que seja difícil de mudar no caso de uma reforma) e usar tonalidades próximas em outros elementos.

Nem todos os elementos precisam ser exatamente da mesma cor, mas é importante que estejam em cores próximas, criando harmonia, sem grandes contrastes.

11. Atenção com o excesso nas prateleiras e nichos

Não adianta retirar os excessos das bancadas e se esquecer de conferir o que está à mostra nos nichos e nas prateleiras. Lembre-se que, como esses móveis não têm portas, eles acabam trazendo um apelo visual muito grande.

Deixe os objetos bem organizados e separe os mais bonitos da sua coleção para colocar à mostra. O excesso de prateleiras e nichos também pode prejudicar a sua cozinha minimalista, deixando-a com aspecto de “entulhado”, que não é nada agradável.

Inspire-se em nossos clientes

Como você viu neste conteúdo, montar uma cozinha minimalista não é difícil. Porém, é preciso planejamento e organização, principalmente para se desapegar dos objetos e acessórios que não são fundamentais – e para manter tudo sempre em ordem, focando na funcionalidade do ambiente.

Olha só como nossos clientes estão colocando essas dicas em prática:

Conheça a Madesa

Gostou dessas dicas? Então aproveite para conhecer a Madesa! Siga nosso Instagram para não perder nenhum conteúdo novo aqui do blog e assine nossa newsletter para conferir lançamentos e promoções imperdíveis da nossa loja oficial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, compartilhe seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui