Conceito aberto: saiba tudo sobre essa tendência!

0
Apartamento em conceito aberto

O termo conceito aberto tem ganhado cada vez mais destaque entre profissionais de arquitetura, designers e engenheiros. Na prática, são casas com ambientes sem paredes para dividir os cômodos.

Dessa forma, as áreas ficam integradas, ganhando amplitude e trazendo um ar mais moderno e diferenciado, além de oferecer sensação maior de liberdade aos moradores.

Está pensando em construir ou quer reformar sua casa para deixá-la com conceito aberto? Veja as dicas que nós separamos!

O que é conceito aberto?

O conceito aberto é uma forma de layout que consiste em ambientes sem paredes, onde há uma integração maior dos espaços. Dessa forma, os cômodos passam a ser divididos apenas pelos móveis e pela decoração.

O principal objetivo dessa integração é ganhar mais área útil, trazendo uma sensação maior de amplitude. Geralmente, esse tipo de projeto está mais aliado às propostas modernas de arquitetura.

A ideia de casa em conceito aberto surgiu em Nova York entre 1960 e 1970, quando antigos prédios e galpões industriais passaram a ser transformados em moradia, nascendo a ideia dos lofts

Também era comum que esses locais passassem a abrigar apartamentos residenciais que, pela engenharia do local, não tinham tantas paredes fazendo as divisões dos cômodos.

No Brasil, a tendência tem se tornado forte graças aos programas de TV e de canais por assinatura voltados à decoração, que mostram salas sem paredes, cozinhas com ilha e outros detalhes novos para nós.

Como transformar uma casa em conceito aberto?

Se você já tem uma casa e quer transformá-la em conceito aberto, é muito importante contar com auxílio técnico de um engenheiro ou arquiteto antes da reforma. 

Não derrube nenhuma parede antes de falar com um profissional. É preciso avaliar se as paredes internas de sua casa não são estruturais, por exemplo. 

Normalmente, as paredes são responsáveis por suportar todo o peso do piso ou do telhado. Ou seja, se você simplesmente removê-la, poderá colocar sua construção abaixo.

Um profissional irá te aconselhar a construir vigas de sustentação, que oferecem o suporte estrutural necessário, ajudando a trazer o conceito aberto desejado. 

Além disso, é preciso considerar os custos envolvidos na obra. Em alguns casos, retirar uma parede, significará, também, modificar canos de tubulação de água, esgoto e fios elétricos – que podem encarecer o trabalho.

Algumas opções de integrações que podem ser feitas – e que trarão efeitos bem visíveis no seu décor, são:

  • Integrar sala, copa e cozinha, favorecendo a circulação e integrando os moradores;
  • Eliminar as paredes centrais que dividem sala de jantar, sala de estar e cozinha, criando um living;
  • Deixar algumas áreas particulares, como quartos e banheiros, garantindo a privacidade.

Como fazer conceito aberto em apartamento?

Transformar um apartamento antigo em conceito aberto pode ser mais difícil do que uma casa em conceito aberto. Afinal, nesse tipo de construção, muitas paredes acabam sendo de sustentação de todo o prédio.

Por isso, um engenheiro é presença indispensável, avaliando o que é possível ser feito de acordo com a planta do seu imóvel e também de todo o condomínio.

Ainda será necessário avaliar a questão das tubulações e das fiações – que como são comuns de todo o prédio, muitas vezes não podem ser mudadas de lugar.

Se não for possível deixar todo o apê com conceito aberto, você poderá fazer pequenas alterações, capazes de trazer um grande efeito no décor

A principal é a integração entre cozinha, sala de estar, sala de jantar e varanda, favorecendo a área comum e ajudando a ganhar mais amplitude.

Conceito aberto: vantagens e desvantagens

Antes de partir para uma reforma, é importante entender se uma casa em conceito aberto é realmente interessante para o seu perfil. Assim, avalie as vantagens e desvantagens que este layout apresenta.

Vantagens

São muitas as vantagens que o conceito aberto apresenta, especialmente para imóveis com metragens reduzidas. Como:

  •  Ganho de amplitude, pois não há paredes “quebrando” visualmente os cômodos, fazendo com que o espaço pareça maior;
  • Aumento da socialização dentro do lar, oferecendo mais conforto na hora de receber amigos e familiares, especialmente com a integração de sala e cozinha, permitindo conversar com os convidados enquanto prepara os pratos;
  • Maior entrada de luz natural e de circulação de ar, deixando os espaços muito mais iluminados.

Desvantagem

A principal desvantagem está relacionada à falta de privacidade. Sem paredes, todas as pessoas da casa podem avistar o que está sendo feito no cômodo, além da questão do barulho e outras interferências.

Por exemplo, com a pandemia, muitas pessoas tiveram que criar um home office – e fazê-lo em uma sala ou varanda integrada pode prejudicar a concentração e até as videoconferências, pois não há tanta privacidade nestes ambientes.

Então, é importante pensar se você realmente deseja criar esse efeito mais moderno e em quais áreas deseja aumentar a socialização. Nas áreas em que optar por mais privacidade, como quartos e escritórios, as paredes podem ser mantidas.

Como decorar no conceito aberto?

Se você já tem uma casa ou apartamento em conceito aberto, a decoração certa fará toda a diferença para deixar o espaço mais funcional e aconchegante. Veja algumas dicas importantes que separamos:

Crie espaços harmônicos

Como não há paredes dividindo os cômodos, a decoração entre os diferentes espaços precisa ser harmônica. Isso não significa que você terá de usar o mesmo estilo, cores e revestimentos em todos os cômodos, mas eles precisam ter elos entre si.

Por exemplo, um elemento que se repete em todos os ambientes, como a madeira ou o cimento queimado, uma cor que aparece em evidência em uma parede e em detalhes da estampa do tecido de outro espaço e assim por diante.

Dessa forma, ao olharmos o todo, teremos uma sensação de continuidade, como se os ambientes estivessem “conversando” entre si, trazendo mais aconchego.

Divida os ambientes com móveis ou objetos decorativos

Para marcar onde determinado ambiente termina e outro começa, você pode usar móveis. É comum o uso de sofás ou poltronas dividindo a área da sala de estar para a sala de jantar, uma ilha ou bancada ajudando a dividir a cozinha da sala de jantar etc.

Os objetos decorativos também podem cumprir essa função. O mais comum deles é o tapete. Você pode usar um tapete para a sala de estar e outro para a de jantar, ou deixar um cômodo com tapete e outro sem.

Se for usar dois tapetes, lembre-se da importância da harmonia. Eles não precisam ser iguais e nem do mesmo modelo, mas devem ter algo em comum, como uma cor, um detalhe ou até o mesmo tecido.

Pense na funcionalidade

Uma casa em conceito aberto é, também, um ambiente funcional. Como não há paredes para você adicionar móveis, é muito importante pensar em termos de organização e da funcionalidade que cada espaço terá.

Nos ambientes pequenos, os móveis multifuncionais são boas pedidas. Dessa forma, rapidamente você poderá dar novos usos a espaços em comum. 

Por exemplo, com uma escrivaninha embutida na parede para transformar um cantinho da sala ou do quarto no home office ou um pufe com espaço interno de armazenamento.

Na cozinha, uma boa dica é investir em uma coifa ou um exaustor. Como não há paredes, o cheiro dos alimentos pode acabar se espalhando para os outros cômodos.

Fique atento à circulação

Uma das vantagens do conceito aberto é justamente o ganho de amplitude. Mas esse benefício poderá ser comprometido caso você use móveis em excesso ou grandes demais para o ambiente, prejudicando a circulação.

O recomendável é que haja, no mínimo, 70 cm livre nos ambientes para poder circular adequadamente, mas cada espaço tem suas exigências próprias. 

Na sala de jantar, por exemplo, avalie se há espaço suficiente para circular mesmo quando as cadeiras estão afastadas da mesa.

Para evitar esses problemas, preze pelo minimalismo, evitando móveis desnecessários que podem comprometer a circulação, como mesas de centro, mesas laterais e outros.

Use cobogós e outros elementos vazados

Se você quer criar um cantinho com mais privacidade e intimidade, mas sem perder a graça do conceito aberto, uma alternativa é investir em cobogós, que são elementos vazados. Outras boas opções são portas de vidro e painéis vazados.

Eles deixam passar luminosidade e ventilação, sem bloquear totalmente a visão como uma parede, mas, ao mesmo tempo, criam uma sensação de intimidade.

Agora você já sabe tudo sobre conceito aberto? Se curtiu essas dicas, assine a nossa newsletter e receba as novidades do blog direto no seu e-mail!

Inspire-se nos #clientesmadesa

Ainda não tem certeza se o conceito aberto é o melhor para a sua casa ou apartamento? Então confira o cantinho de alguns de nossos clientes para se inspirar mais ainda!

Conheça a Madesa

E aí, curtiu o conteúdo? No nosso blog você encontra muitas dicas incríveis como essas, além de várias novidades que rolam aqui na Madesa! Ah, e não deixe de conferir também a nossa loja oficial para ficar por dentro das nossas promoções imperdíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, compartilhe seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui