A pizza, embora seja um prato italiano, já virou tradicional na mesa do brasileiro. De acordo com os dados da Associação de Pizzarias Unidas de São Paulo, o Brasil produz 1 milhão de pizzas por dia! Por isso, que tal celebrar o dia da pizza descobrindo como fazer pizza em casa?

Muita gente nem imagina, mas a iguaria tem uma data só para ela: 10 de julho, quando é comemorado o Dia Mundial da Pizza!

Quer entender melhor essa história e ver dicas para fazer uma pizza saborosa aí na sua casa? Confira o conteúdo recém saído do forno que a Madesa elaborou!

Dia internacional da pizza: conheça a história da data

Dia 10 de julho é celebrado o Dia Internacional da Pizza. A data é comemorada desde 1985, quando o então secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Caio Luís de Carvalho, criou um concurso para eleger as 10 melhores receitas de pizza de mussarela e marguerita.

O secretário ficou tão empolgado com o resultado, que instituiu a data do encerramento do concurso, 10 de julho, como o dia oficial da pizza. A moda pegou e anualmente a celebração começou a ser lembrada.

Origem da pizza

A história da pizza é antiga e incerta. Alguns acreditam que ela remonta a Roma de César, antes da Era Cristã. Os nobres tinham o costume de comer pão de Abraão ou Piscea. Uma massa feita com farinha, água e sal que ia ao forno. A essa mistura eram acrescentadas ervas e molho. 

As coberturas eram variadas e começaram a ser aperfeiçoadas quando o tomate chegou à Europa vindo das Américas.

Apesar de essa ser a fonte mais comum, há quem acredite que a pizza, na verdade, começou com os egípcios. Alguns estudos indicam que o alimento já era consumido há mais de 6 mil anos. Só que a receita era mais simples, apenas uma massa com farinha e água, assada em fornos improvisados ou em tijolos quentes. 

Diversos povos partilhavam esse costume, como os babilônios, os hebreus e até os chineses.

O que se sabe é que foram os moradores de Nápoles que criaram a versão mais próxima da pizza que temos hoje.

Eles tiveram contato com a massa simples a partir das Cruzadas, no século 11, e decidiram aperfeiçoar a receita. Usando, para isso, trigo de melhor qualidade e novas coberturas. Surgindo, assim, a pizza napolitana.

Como fazer pizza em casa? 

Agora que você já sabe tudo sobre o dia da pizza e a história dessa iguaria, com certeza já ficou com água na boca, não é? 

A boa notícia é que você pode fazer pizza em casa, sem precisar de nenhum equipamento elaborado.

A pizza é uma opção super democrática. Afinal, os recheios são variados. E por isso é fácil agradar a todos os públicos.

Não sabe como fazer pizza em casa? Veja as dicas e receitas que separamos!

Receita de massa de pizza simples

Nunca fez massa de pizza e acha que é muito complicado? Conheça essa receita simples e fácil.

Ingredientes

  • 1 ovo;
  • 1 xícara de chá de leite;
  • 1 colher de sopa de açúcar;
  • 2 tabletes de fermento biológico (15 gramas cada);
  • 4 colheres de sopa de azeite;
  • ½ kg de farinha de trigo;
  • 1 pitada de sal.

Modo de fazer

Comece misturando os tabletes de fermento com o açúcar em um recipiente. 

Adicione o ovo, o leite, o azeite e misture bem. Vá adicionando a farinha aos poucos. Coloque o sal por último e misture até obter uma massa homogênea, que desgrude levemente das mãos.

Cubra o recipiente com plástico-filme. Aguarde a mistura crescer. Isso leva em torno de 30 minutos. O ideal é que ela dobre de volume.

Abra dois discos de espessura média. Use um rolo e abra sobre uma superfície polvilhada com farinha. Faça dobrinhas nas extremidades, para criar a borda.

Leve a massa para assar em uma assadeira de 35cm de diâmetro, untada com azeite. Asse por 8 minutos em forno pré-aquecido a 180 graus.

Depois, é só adicionar o molho de tomate e o recheio desejado e retornar ao forno.

Receita de massa de pizza napolitana

A pizza napolitana é considerada a “pizza tradicional” da Itália. O grande diferencial dessa receita é que você irá fazer a fermentação natural da massa. Isso vai deixá-la ainda mais saborosa. Confira a receita. para fazer pizza em casa!

Ingredientes

  • 310g de farinha de trigo;
  • 6g de sal;
  • azeite de oliva;
  • 185g de água (pese na balança);
  • 1g de fermento biológico seco ou 3 gramas de fermento biológico fresco.

Modo de fazer

Comece misturando o fermento na água, em temperatura ambiente. Misture e deixe descansar por 15 minutos.

Em seguida, coloque a água na farinha e misture com a mão, para que a água se incorpore bem. A massa ficará úmida.

Depois de misturar tudo, adicione sal e dissolva ele com um pouquinho de água, misturando e apertando bem a massa – até absorver toda a água. 

Em um recipiente fundo e untado com o azeite de oliva, coloque a massa e cubra com filme plástico. 

Deixe descansar em temperatura ambiente por 30 minutos. Nesse tempo, a farinha deverá absorver toda a água adicionada.

Aplique um pouco de farinha sobre a bancada e coloque a massa, salpicando um pouco de farinha sobre ela. 

Então, comece a sovar: empurre, puxe e vire! Não precisa adicionar muita farinha, ok? 

A sova deve ser feita por 10 a 15 minutos. A massa deve ficar molinha e não grudar na mão.

Unte novamente o recipiente com azeite, faça uma bola com a massa, coloque no recipiente, e cubra com filme plástico, deixando a massa descansar por 6h em temperatura ambiente

Depois, leve para a geladeira por mais 12h.

Retire a massa do recipiente e faça o formato de bolinha de novo, para estruturar a massa. Unte um potinho e deixe a massa descansar por mais 1 hora em temperatura ambiente e depois mais 12 horas na geladeira.

Retire a massa da geladeira de 30 minutos a 1 hora antes de preparar. Coloque o forno para aquecer por pelo menos 1 hora antes de levar a pizza para assar.

Abra a massa em uma superfície enfarinhada. Aperte a massa do meio para as bordas e vá dando o formato redondo com as bordas mais grossas. Leve o ar para as bordas da pizza. Vire a massa, aplique um pouco mais de farinha e vá abrindo até ela ficar redonda.

Rode a massa nas mãos, com os punhos fechados, rodando do meio para as bordas.

Agora coloque a pizza na forma, recheie e asse.

Receita de molho caseiro

Para fazer pizza em casa, a melhor opção é usar o molho caseiro de tomate. Você pode fazer tanto com tomates pelados, como com tomates frescos.

 Confira o passo a passo!

Receita com tomates pelados

  • Coloque 3 dentes de alho em uma frigideira e um pouco de azeite de oliva;
  • Refogue-os até começar a dourar;
  • Adicione uma lata de tomates pelados amassados;
  • Tempere os tomates com sal e pimenta à gosto;
  • Cozinhe até que os tomates estejam desmanchando;
  • Corrija o sal, se necessário;
  • Espere esfriar e processe os tomates no liquidificador.

Dica: após frio, o molho pode ser colocado em recipientes fechados e armazenado na geladeira por cinco dias, no congelador por um mês e no freezer por até três meses!

Receita com tomates frescos

  • Use 500g de tomates maduros cortados em cubos, com pele e sementes;
  • Coloque em uma panela: 1 cebola picada, azeite e refogue. 
  • Adicione 1 dente de alho picado e os tomates. 
  • Cozinhe bem, até o tomate desmanchar. Deixe esfriar. 
  • Após esfriar, você já pode processar os tomates no liquidificador; 
  • Retorne para a panela para apurar. 
  • Ajuste o sal e a pimenta, se necessário.

Dica: para fazer o molho de tomate com tomates frescos, o ideal é que os frutos estejam maduros. Porém, caso perceba muita acidez dos tomates, você pode corrigir usando um pouco de açúcar no molho.

Recheios para fazer pizza em casa

São inúmeras as possibilidades de recheio que você pode usar.

Uma dica é preferir um queijo de qualidade, que seja fácil de derreter, como uma boa mussarela. 

Rale a peça do queijo escolhido no ralo grosso.

A ordem é: molho de tomate + queijo + recheio que preferir (use a criatividade!).

Algumas ideias deliciosas (e tradicionais) são: calabresa fatiada ou ralada com cebola, frango com catupiry, ovos e bacon, rúcula com tomate seco, e 4 queijos.

Mas sabemos que o recheio pode ser criado até mesmo com aquilo que temos na geladeira!

Abobrinha, frios, brócolis, queijo com mel e até mesmo opções doces, como o popular chocolate: que tal inovar nos sabores de pizza feita em casa?

Dica para assar pizza em casa

Na hora de assar a pizza caseira, uma dica é preferir a forma que tem furinhos, porque ela consegue deixar a massa mais crocante. 

A de alumínio funciona melhor que a de teflon, por exemplo. 

Quem tem forno elétrico, pode usar o grill, para deixar ainda mais crocante.

Agora que você já sabe como fazer pizza em casa, que tal preparar um jantar bem saboroso? Aproveite e confira nossas dicas de mesa posta para receber os amigos e a família!