A cozinha vintage está em alta, trazendo um clima acolhedor para os ambientes e deixando esse cantinho da casa com ainda mais personalidade. A ideia é utilizar objetos e detalhes de épocas passadas, garantindo um toque nostálgico ao espaço.

Porém, para que a cozinha não se torne um estúdio de novela de época, é importante tomar alguns cuidados. Neste conteúdo, nós trouxemos todas as dicas que você precisa para montar uma bela cozinha estilo vintage. Vem com a gente!

O que é uma cozinha vintage?

A palavra vintage tem origem inglesa e se refere a itens antigos e de boa qualidade. Logo, a cozinha vintage é aquela que resgata elementos do passado (especialmente das décadas de 1920 a 1960), incorporando-os no ambiente e mesclando com outros itens modernos e contemporâneos.

O conceito, embora seja muito usado na moda e na decoração atualmente, surgiu com a colheita da uva. Antigamente, a palavra era usada para designar as melhores safras de uvas.

Com o tempo, ela foi ganhando novos significados e usos, tornando-se específica para o ato de resgatar peças e objetos antigos.

Por isso, uma cozinha vintage é aquela que utiliza diferentes itens ou objetos de décadas passadas, como louças, porcelanas, cristais, luminárias e eletrodomésticos.

Vintage x Retrô

Muitas pessoas usam vintage e retrô como sinônimos. Mas, na verdade, as palavras guardam importantes diferenças entre si. Vintage é usado para se referir a peças realmente antigas, porém em bom estado.

Já o termo retrô se refere a peças novas, mas produzidas com o design e o estilo de décadas passadas

Assim, se você for usar uma louça de família, por exemplo, estará usufruindo de uma peça vintage. Mas se comprar um eletrodoméstico novo, porém com o mesmo design dos anos 1950, estará adicionando um item retrô à sua cozinha.

Como ter uma cozinha vintage?

Agora que você já sabe o que é uma cozinha vintage, que tal começar a criar um ambiente incrível aí na sua casa? Veja as dicas que separamos!

Cores

As cores são muito importantes na decoração de cozinha vintage, sendo responsáveis por nos transportar para décadas passadas. Existem várias possibilidades. Quem deseja algo mais neutro, suave e romântico, pode investir nos tons pastéis, como as candy colors.

Por outro lado, se você deseja adicionar mais personalidade, os tons alegres e vibrantes são os mais indicados – como o vermelho, o laranja, o amarelo ou o azul. Um fundo branco ajuda a sustentar tudo isso, evitando os exageros e trazendo harmonia ao ambiente.

Pisos e paredes

Outro ponto de atenção deve ser com os pisos e paredes. O que não faltam são ideias incríveis para você se inspirar.

É possível usar ladrilhos hidráulicos, azulejo português e arabescos tanto para a parede como para o piso. Outra ideia clássica nos pisos é o tradicional xadrez. Esse é um ícone das lanchonetes dos anos 50 e capaz de trazer muito mais charme à sua cozinha vintage, com o tradicional contraste entre o preto e branco.

Nas paredes, se você não tem como fazer uma reforma e trocar os azulejos, uma boa ideia são os adesivos. Existem modelos específicos para serem usados na área da cozinha, que recriam ladrilhos hidráulicos e outras estampas retrô, como os desenhos estilo cartoon.

Distante da área da pia e do fogão, você ainda pode investir em papéis de parede (desde que sejam permitidos para ambientes úmidos). Nesse estilo, foque em estampas florais e desenhos clássicos.

Louças

As louças são ótimas para ajudar a trazer mais personalidade à sua cozinha vintage. Você pode usar aquelas de família ou procurar em antiquários algumas opções de décadas passadas.

Essas peças costumam ser extremamente delicadas e bonitas, por isso podem ficar em um lugar nobre nos seus armários ou à vista dos convidados. Se você tiver um armário com portas de vidro ou uma cristaleira, esse é o local perfeito para expor suas louças vintage.

Outra boa ideia são os nichos e as prateleiras, que ajudam a visualizar e valorizar esses objetos.

Objetos antigos

Os objetos antigos são o coração de uma decoração vintage e também podem estar presentes na sua cozinha. Desde itens de família até aqueles que você conseguiu encontrar em antiquários e bazares.

Entre os itens que você pode usar estão: balança antiga, panelas, bules, canecas, fruteiras, escorredor de macarrão, relógios de época, porta-retratos antigos e quadros.

Além dos objetos, você também pode usar embalagens antigas, principalmente as latas, para guardar talheres e organizar os temperos, por exemplo.

Utensílios de cozinha

Os utensílios de cozinha também podem ganhar uma “carinha” diferenciada no estilo vintage.

São muitas as possibilidades, como um moedor de café antigo, conjunto de xícaras, porta ovos, porta pães, panelas esmaltadas, potes para mantimentos em vidro, garrafa em vidro para leite, rolo de macarrão e muitos outros.

Estampas

As estampas são muito tradicionais na cozinha estilo vintage. Pense naquelas que melhor combinam com esse charme das décadas passadas, como poá, floral, listras, xadrez ou psicodélico.

O importante é que essas estampas tenham sintonia com as cores que você escolheu e tragam um aspecto divertido à sua cozinha.

Eletrodomésticos e eletroportáteis

Não é difícil reconhecer um eletrodoméstico retrô ou vintage, não é? As geladeiras e os fogões são os mais encontrados nesse estilo, com linhas curvas e cores vivas. Esses itens ajudam a trazer um toque vintage a qualquer ambiente – e podem ser o destaque da sua decoração.

Além dos eletrodomésticos principais, também existem vários eletroportáteis retrô, como batedeiras, liquidificadores, torradeiras, pipoqueiras e muito mais.

Você não precisa usar todos os eletros nessa pegada. Na verdade, fica bastante interessante mesclar o estilo vintage e o contemporâneo, criando uma cozinha cheia de personalidade.

Então, é possível adicionar alguns eletroportáteis retrô e os eletrodomésticos principais modernos, ou deixar apenas a geladeira retrô em destaque, com outros mais contemporâneos.

Detalhes que fazem a diferença

Todos os detalhes devem estar em sintonia para conseguir uma decoração harmoniosa. Não se esqueça dos pequenos itens que ajudam a finalizar a sua cozinha, como arranjos de flores em vasos antigos ou regadores, guardanapos de pano, quadros, relógios de parede, entre outros.

Não precisa ser tudo antigo. A graça é justamente mesclar objetos antigos e novos, inclusive reaproveitando os itens de família ou aqueles que possuem uma ligação sentimental com os moradores, deixando a cozinha ainda mais personalizada.

E os móveis?

Os móveis também são muito importantes em uma cozinha vintage. Eles não precisam ser, necessariamente, antigos – podem ser contemporâneos, mas com alguns detalhes que tornem a sua cozinha vintage.

Um desses detalhes, por exemplo, é o puxador. Você pode usar modelos antigos, feitos de cobre, ou mais trabalhados, como em vidro. Parece algo simples, mas que já ajuda a trazer essa sensação de décadas passadas.

As cores também podem ser diferenciadas, ou em tons vivos ou em candy colors. E você pode optar por modelos de armários mais abertos, com portas de vidro, e também nichos e prateleiras – de modo a deixar suas louças e eletroportáteis vintage e retrô à mostra (algo que era muito característico nas cozinhas de antigamente).

Você também pode brincar com apenas um móvel de época e deixar o restante da cozinha mais moderna. Como uma mesa característica dos anos 1950 ou uma bela cristaleira para suas louças.

Monte sua cozinha com a Madesa

Viu só como a cozinha vintage não é tão difícil de ser decorada? Veja inspirações incríveis de cozinhas (e muitos outros cômodos) no Pinterest da Madesa

Aproveite e siga a Madesa nas redes sociais para não perder nenhum conteúdo do blog e ficar por dentro das promoções imperdíveis da nossa loja oficial.