Como fazer um cantinho zen gastando pouco: descubra aqui!

0

Com a correria e o agito do dia a dia, muitas vezes, esquecemos de reservar um tempinho para nós mesmos. Mas, saiba que esse momento de parada, além de trazer inúmeros benefícios para a nossa saúde mental, se faz muito necessário atualmente. Sabe aquelas situações em que chegamos em casa cansados do trabalho e temos a sensação de que toda a nossa energia esgotou? A meditação e o relaxamento podem ser grandes aliados e são capazes de fazer transformações incríveis na sua rotina, ajudando, inclusive, na produtividade e bem-estar. 

Para que você sinta os benefícios dessa prática, nada melhor do que contar com um espaço perfeito para essa finalidade, concorda? Então, que tal descobrir como criar um cantinho zen gastando pouco? Vem com a gente para aprender tudo em detalhes! 

Cantinho zen: dicas para fazer o seu sem gastar muito!

1 – Selecione o espaço

O legal do cantinho zen é que ele se encaixa bem em diferentes cômodos, facilitando o seu planejamento. Para começar, você precisa ter em mente o espaço disponível na sua casa. Tendo selecionado o ambiente, que pode ser tanto na sala, na varanda, ou no quarto, é hora de planejar os itens que farão parte do seu cantinho zen. O legal é incluir móveis práticos e funcionais, como estantes e prateleiras, para deixar tudo organizado e bem à mão na hora de utilizar. 

Considerando a prática do relaxamento e meditação, áreas que tenham contato com a natureza são opções bastante indicadas para quem tem esse privilégio. Jardins, jardins de inverno, área externa e varandas, por exemplo, são ideais bem interessantes. Claro que, diante das inúmeras possibilidades, a escolha irá depender do seu gosto pessoal e necessidades. 

2 – Tenha atenção às cores

A ideia do cantinho zen é, justamente, propiciar uma atmosfera tranquila e relaxante. Por isso, ao escolher as cores que farão parte do ambiente, é muito importante saber as sensações que cada uma delas provoca. Já que as cores têm efeito na sensação do cômodo, elas irão interferir diretamente na energia e no processo de meditação.

Por esse motivo, a paleta de cores mais indicada, nesse caso, é a clara. Além de pensar nas cores ideais, pensar em um papel de parede que venha ao encontro do estilo do seu cantinho zen também fará toda a diferença. Você pode imprimir muito bem a sua personalidade na hora de escolher a proposta decorativa. 

3 – Cuidado com a iluminação

Além das cores, a iluminação também tem muita influência nesse espaço, seja para quem gosta de ambientes mais iluminados ou para quem prefere um clima mais “taciturno”. Saiba que é possível explorar as duas possibilidades. Vamos descobrir?

Para quem gosta de mais iluminação, uma ótima dica é aproveitar a luz natural, que pode vir de janelas grandes ou de espaços abertos. Para contrapor essa ideia, podem ser inseridas cortinas, amenizando a claridade ou, ainda, incluir luminárias propícias para essa finalidade.

Considerando ambientes mais escuros, a cor das paredes pode ajudar na redução da incidência de luz externa ou na melhor conexão com a mente, por exemplo. Vale apostar na ideia de iluminação que vai de encontro com a sua personalidade e que possibilite as sensações que você quer ter no ambiente.  

Para complementar, existe a possibilidade de incluir velas aromáticas ou leds coloridas, o que explora outros sentidos, como o visual e o olfato, o que é super bacana em um cantinho zen, favorecendo os estímulos e o contato entre corpo e mente. 

4 – Tenha contato com a natureza

Como já falamos, a natureza tem forte influência no relaxamento e na meditação. Você já deve ter ouvido a expressão japonesa “banho de floresta” que, conforme a tradição, simboliza uma imersão total com a natureza. Esse contato permite contemplar toda a beleza e sensações que a atmosfera tem a nos oferecer. E é justamente essa ideia que levamos em consideração na hora de criar o cantinho zen: como a natureza é revigorante no sentido de renovar as energias, ela também é capaz de melhorar o humor, além de facilitar o contato com o “mundo interior” de cada pessoa.

Para ter a melhor experiência e usufruir da melhor maneira o seu espaço, considerando as características de cada cantinho, você pode explorar a natureza por meio de vasinhos, plantinhas, incensos aromáticos que remetem a algum cheiro específico, pedras, cristais, conchinhas do mar e tantas outras possibilidades. A criatividade na decoração é sempre muito bem-vinda!

5 – Toque sons de meditação

Na prática da meditação, o uso de sons pode ser capaz de melhorar a sua experiência, permitindo a conexão dos sentidos. Utilizar sonos não é uma questão obrigatória, porém, é muito indicada para que a mente fique mais “limpa” e com foco maior no processo zen. 

A música pode ser escolhida de acordo com a sua personalidade: pode ser um som de mar, de fogo, apenas instrumental ou, ainda, escolher uma voz tranquila e serena. Como você já deve ter notado, sim, aqui tudo é variável e vai de acordo com as preferências de cada pessoa.

Além dos diversos sons que podem fazer parte da sua meditação, você pode explorar trilhas sonoras em diferentes plataformas, desde aquelas que são só sons de instrumentos, até meditações guiadas, para quem está começando a conhecer o processo. Como dica, sugerimos que a prática da meditação no seu cantinho zen se torne um hábito e venha a ser aprimorado, renovando constantemente a sua energia e dando um up no seu bem-estar.

6 – Lembre-se de manter o espaço revigorado

Para que a energia positiva do seu cantinho zen esteja sempre em um nível elevado, existem alguns hábitos essenciais para você colocar em prática. Destacamos, aqui, a limpeza constante do ambiente, abrindo bem as janelas para manter o cantinho arejado e acender velas e incensos para purificar o ar e calibrar seus sentidos e sensações. 

A presença de eletrônicos deve ser a mínima possível. Assim, você conseguirá se desconectar do ambiente externo e dar total abertura ao universo interior e pessoal, atingindo os níveis mais elevados de concentração e relaxamento.

7 – Invista em conforto

Em um cantinho zen, não podemos deixar de lado o conforto, não é mesmo? Um espaço aconchegante é o ponto-chave para alcançar os resultados desejados. Por isso, vale a pena investir em uma almofada mais robusta, uma cadeira de balanço, um tapete de yoga, ou redes penduradas, por exemplo. Para agregar conforto, as possibilidades são múltiplas e devem atender à sua personalidade.

Lembrando que não é preciso gastar muito para tornar o espaço confortável, ainda mais com a possibilidade de utilizar móveis que você já tem em casa. Faça um planejamento do seu espaço zen e explore a sua criatividade. Você só precisa de uma dose de tempo e disposição para criar o cantinho zen perfeito.

Possibilidades para o seu cantinho zen

Indiferente do tamanho do seu espaço, amplo ou pequeno, você já percebeu que existem inúmeras possibilidades de criar o seu cantinho zen, não é? Então, você também sabe que o conforto é essencial e que a decoração vem de encontro para que você possa usufruir da melhor experiência meditativa e relaxante. 

Para isso, a Madesa ajuda você a montar a atmosfera ideal, com móveis práticos e acessíveis para o seu cantinho ficar ainda mais aconchegante – e tudo isso disponível em um só lugar: acesse a loja on-line e confira. E, nada melhor do que contar com dicas incríveis para aproveitar da melhor forma cada cantinho. Continue acompanhando o nosso blog. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, compartilhe seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui