A Indústria moveleira de Bom Princípio doou mais de R$ 77.000,00 para bibliotecas e escolas públicas de 7 municípios. 

A Madesa tem, como tradição, apoiar o desenvolvimento dos seus colaboradores. O incentivo à leitura, através da  Biblioteca corporativa e das constantes campanhas internas no parque fabril, é uma das ações que seguem gerando impacto significativo na empresa. E assim como, desde o início, foi assumido um compromisso com o crescimento das pessoas que fazem parte da equipe da marca moveleira de Bom Princípio, a Madesa passou a estender essa ação para além de suas fábricas. 

Dentre os maiores problemas encontrados na educação atualmente, estão a baixa adesão escolar, bibliotecas inexistentes ou acervos desatualizados e o baixo incentivo à leitura nas escolas e famílias. Dentro desse panorama, cerca de 37% dos alunos não frequentam as bibliotecas e somente 33% da população brasileira é considerada leitora. E pensando em ajudar a reverter essa realidade, a Madesa entende que disponibilizar um acervo de livros de qualidade, atualizado e de fácil acesso é um importante incentivo para que as pessoas comecem ou voltem a ler. 

“Em um momento onde ocupamos o nosso tempo livre com telas, por exemplo, é fundamental resgatar esse hábito, que auxilia na formação intelectual, moral e pessoal de cada indivíduo”, explica Bruna Scheid, responsável pela área de treinamento e desenvolvimento da Madesa.

Com a ideia do fortalecimento da região, assim como no auxílio à formação intelectual dos seus cidadãos, a indústria, em parceria com o projeto ‘Nossa Biblioteca’, doou sete bibliotecas para instituições públicas dos municípios de São Sebastião do Caí, Alto Feliz, Barão, Bom Princípio, São Vendelino, Feliz e Vale Real por meio da Lei de Incentivo Pró-Cultura RS. As doações contemplaram as escolas Municipais Padre João Batista Ruland, Senhor do Bom Fim, Cônego Alberto Schwade e Felipe Jacob Klein, assim como as bibliotecas públicas Carlos Henrique Oderich Sobrinho, Érico Veríssimo e Professor Estevão Wagner. 

“Temos consciência de que a escola é um espaço de influência para os hábitos que as pessoas desenvolvem para vida. Por que então não encorajar atitudes positivas e que podem be​neficiar não apenas a nossa empresa, como também a região em que vivemos? Quando alguém se torna leitor, esse exemplo é levado para dentro de casa, e, consequentemente, para a nossa sociedade. São infinitas as possibilidades de adquirir conhecimento que os livros nos proporcionam e queremos que os nossos clientes, assim como amigos e familiares, tenham, também, essa oportunidade”, reforça Pedro Cini, CEO da Madesa Móveis. 

Que o hábito da leitura é muito importante para o desenvolvimento da criatividade, aumento do vocabulário e aprimoramento do conhecimento todo mundo sabe, mas a Madesa quis levar adiante essa ideia escolhendo apoiar o Nossa Biblioteca, um Hub de projetos e ações para o incentivo da leitura que conecta leitores, escritores e empresas por meio dos livros. Cada biblioteca doada teve a curadoria do doutor em letras, escritor e professor de literatura brasileira da UFRGS Luís Augusto Fischer.

Colaboradoras da Biblioteca Pública de São Vendelino recebendo as doações da Madesa em parceria com o projeto Nossa Biblioteca.